EXPLICA AÍ, LOOW!

Então, já faz um tempo que alguns leitores notaram o meu sumiço do blog, – admito que fiquei chocada porque sempre achei que ninguém se importava com isso – mas enfim, recebi alguns comentários perguntando o motivo da falta de atualização, alguns directs no Instagram e até galera que me chamou no Twitter. Pois então, sei que o blog anda desatualizado, não é por falta de post porque tem muitos salvos no rascunho e eu simplesmente não postei por motivos que serão explicados AGORA

Todos nós temos problemas, alguns maiores que os outros, alguns fáceis de resolver e outros não. Comigo não seria diferente e eu não espero que vocês entendam isso, mas me acho no direito de explicar já que ainda existem pessoas que se interessam pelo conteúdo do blog e querem saber o que eu tenho a dizer. Para explicar melhor o que está acontecendo e o que aconteceu, vamos voltar lá no mês de Outubro que foi quando eu tive uma recaída e acabei fazendo m*rda e tentado me machucar. – Acredito que muitos de vocês não saibam, pois não costumo ficar me expondo, mas eu tenho/sou borderline e conviver com esse transtorno é bem complicado. –

Em Outubro eu passei por uma situação bem complicada e ela me levou a sentir raiva de eu mesma (de novo) e isso resultou em uma “explosão” enorme, me levando para hospital e tendo, novamente, que iniciar um tratamento com psicologo, medicação e etc…Acontece que muita coisa mudou dentro de mim depois do dia 21/10/17 e é como se eu tivesse tido sucesso na minha tentativa de suicídio (infelizmente foi isso) e outra pessoa tivesse ocupado o meu corpo, pois aquela Loow não ta mais ali e se ela ta, ela está se mantendo quieta demais pro meu gosto hahaha. Enfim, foram dois dias bem difíceis pra mim e eu não queria mais estar ali, nem pertencer a esse lugar! É claro que agora eu tenho consciência do estrago que eu quase cometi na vida das pessoas que eu amo (e na minha também) e acho que esse pensamento foi o “tchã” que faltava pra eu mudar algumas coisa aqui dentro de mim e poder deixar o meu eu de verdade sair e “pegar um ar”, respirar depois de tanto tempo sufocada lá dentro.

Quando a gente inicia um tratamento com psicólogo, quem faz tratamento vai entender, a gente fica um pouco acanhado de dizer o que sente, sempre tem aquela pressão e medo do julgamento, mesmo sabendo que a pessoa não está ali para julgar, mas para ajudar. Acontece muito com quem nunca teve espaço para falar e sempre guardou tudo pra si, mas ai você se abre e sente uma sensação de alivio, mas ao mesmo tempo que você diz o que sente, você precisa escutar como você deve agir e muita coisa começa a mudar dentro de você. Você sente que agora vai, agora você ta pronto pro mundo, mas não ta! Passa um mini filminho na sua cabeça, as coisa que você fazia e as coisas que você precisa começar a fazer. Tudo muda!

Depois que eu comecei o meu tratamento, eu senti que muita coisa mudou dentro de mim e eu precisava parar de reprimir o meu novo eu e adormecer o antigo. Conforme foram passando os meses, meu ponto de vista em relação a muita coisa mudou, meu modo de me relacionar com as pessoas mudou e, por incrível que pareça, meus gostos mudaram e eu precisava de tempo para colocar toda essa bagunça em ordem, mas diferente de um comodo bagunçado, eu não poderia pegar cada sentimento e colocar em seu devido lugar na estante, eu precisava entender ele antes e então descarta-lo ou “guarda-lo” e pode parecer fácil, mas essa aceitação de entender ou “jogar fora”, não é fácil, pelo contrário, envolve muitas coisas, muitos sentimentos novos e eu precisava estar pronta pra esses novos sentimentos, por esse motivo eu sumi do blog, deu um tempo para algumas tarefas importantes, tempo no trabalho e principalmente, tempo pra eu mesma.

A bagunça continua aqui, mas a boa noticia é que ela ta menor e eu já consigo visualizar o chão, aquele chão que até então eu havia perdido no dia 21/10. Tem uma coisa boa nessa parte de “perder o chão”, você descobre que consegue voar e pode ir muito alto e se esborrachar no chão que aparece de repente ou aprende a pousar em segurança no chão que você aprende a visualizar conforme precisa descer.

Não vou dizer que vou estar aqui o tempo todo, mas agora vocês tem certeza do porque eu sumo, mas como eu sempre digo: “Não importa por quanto tempo eu fique fora, eu sempre volto pra casa!”

7 comentários sobre “EXPLICA AÍ, LOOW!

  1. E muito triste o que voce estava passando , sempre gostei do seu blog e leve o tempo que precisar para a recuperação , e como vc mesma disse , voce sempre volta pra casa , e nos sempre vamos estar te esperando. Espero que esteja tudo bem agora ❤

    • É muito gratificante poder receber todo esse carinho. Muito obrigada, muito obrigada mesmo! ♡
      Certeza de que sempre que eu voltar, eu vou ficar bem porque ainda existem pessoas maravilhosas como vc. Grande beijo! :*

    • Fico feliz que tenha gostado, ele realmente é muito bom e ajuda muito. Como eu disse no vídeo: “É legal ‘brincar’ nele e descobrir tudo o que ele tem para oferecer ♡.

      Obrigada pelo comentário. Super beijo!

  2. Querida..simplismo ntes temos fases em nossas vidas perturbadoras. .Mas se deixarmos tudo fluir com um rio..desviando as pedras e galhos e seguir teus objetivos; tudo segue mais tranquilo..Tem coisas que se não tivesse dado errado não teria dado certo nesse momento..Acredite no quanto tu já superou e conquistou! Faz muita diferença ..tem pessoas que nunca se quer acham um caminho p seguir e ficam boiando vendo a vida.as oportunidades a sorte passar e nada concretizar..Tu já é uma vencedora..e há muitas batalhas que irão só te fortalecer..😘

    • Elise, maravilhosa ♡ não sabe como esse teu comentário me deixou feliz. Muito obrigada pelas palavras, me senti abraçada por você enquanto lia cada palavrinha. Deixou meu dia mais feliz. Obrigada ♡. Tudo de bom pra você. Pessoas maravilhosas como você merecem toda felicidade do mundo 😍😚

  3. Oi, achei teu blog pesquisando pelo VSCO X e adorei. Que bad essa história de borderline. Eu não sei o que é lidar com isso, até porque eu tenho pavor de me machucar fisicamente. Em compensação, eu sei o que é essa história de se ferir por dentro. Eu lido com a síndrome do pânico. Escrever ajuda. Não some, não. Espero que fique bem. 🙂

    • oiiie Ale ♡, seja bem vinda 😍. É complicado lidar, mas estou aprendendo a lidar melhor e o blog ajuda. Pode deixar que não sumo mais. MUITO obrigada pelo teu comentário e mais uma vez, seja bem vinda ao blog 🤗😍😘. Beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s