As rainhas dos anos 60 – parte 2

Brigitte Anne Marie Bardot nasceu em Paris em 28 de Setembro de 1934, é ex cantora, modelo francesa e atriz.
Foi o grande simbolo sexual dos anos 50 e 60. Tornou-se ativista dos direitos animais, após se retirar do mundo do entretenimento e se afastar da vida pública.
Ícone de popularidade da década de 60, foi eleita pela revista americana TIME um dos cem nomes mais influentes da história da moda.

Mesmo sem nunca ter ganho grandes prêmios de cinema, BB causava histeria na imprensa mundial, era umas poucas atrizes americanas que recebiam grande atenção da imprensa dos Estados Unidos na época.
Entre 1952 e 1957 ela fez dezessete filmes, nenhum de grande sucesso, sendo três filmes em inglês , entre eles Helena de Troia, mas foi o grande centro de atenção da mídia presente ao festival de Cannes em 1953.
Na moralista Hollywood dos anos 60, onde o maior simbolo sexual, Marilyn Monroe, no máximo havia aparecido nas telas de maiô, seu perfil erótico a transformou numa aposta arriscada para os estúdios  e isso alem de seu sotaque e seu inglês limitado, a impediram de fazer uma grande carreira no cinema dos Estados Unidos.
De qualquer modo, ela se tornou a mais famosa atriz europeia nos Estados Unidos e permanecer na França beneficiou  sua imagem.
Durante a década de 60, quando a Europa, principalmente Londres e Paris, começou a ser o novo centro irradiador de moda e comportamento e Hollywood saiu por um tempo da luz dos holofotes, ela acabou eleita a deusa sexual da década. Verdadeiro ou falso, nesta época se dizia que Brigitte Bardot era mais importante para a balança comercial que as exportações da industria automobilística do país.

Em 1962, filmou com Louis Malle e Marcello Mastroianni “Vida Privada”, um filme quase autobiográfica sobre uma celebridade de cinema sem vida pessoal, graças a perseguição da imprensa. Pouco depois deste filme BB retirou-se da vida agitada das metrópoles europeias para uma vida de semi – reclusão  mudando-se para uma mansão em Saint Tropez, no sudeste da França.
Brigitte Bardot se envolveu na moda e na música pop, firmando-se como ícone fashion.
Em 1965, Brigette Bardot foi indicada e concorreu ao BAFTA na categoria de Melhor Atriz Estrangeira por sua interpretação no filme “Viva María”, de Louis Malle.

BRIGITTE BARDOT ATUALMENTE.
 

Bom gente, a segunda parte na nossa maratona das  “RAINHAS DOS ANOS 60” , vai ficando por aqui.
Saiba na nossa FAN PAGE sobre quais serão as próximas rainhas  a serem comentadas aqui no B.M.
Espero que vocês tenham gostado e que vocês aproveitem os próximos posts sobre essas divas que ainda fazem história.

 

Att Loow Invernissi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s